Frente Paulista define agenda contra ataques do governo

A Fessp-Esp participou, na manhã desta segunda-feira (5), de reunião da Frente Paulista em Defesa do Serviço Público. Cerca de 80 entidades integram a Frente.

Os dirigentes fizeram um balanço da mobilização de sábado, dia 3. Na avaliação dos presentes, a mobilização segue se fortalecendo diante da irresponsabilidade do governo e da relevância da pauta, que inclui o combate à PEC 32 (Reforma Administrativa), fortalecimento do SUS e a defesa dos serviços públicos.

Os servidores também empunharam bandeiras e cartazes pela aprovação do PDL 22 na Alesp, que anula o confisco das aposentadorias e pensões.

Durante a reunião, foram definidas ações das próximas semanas como a veiculação de outdoors pela aprovação do PDL, 22 e contra a PEC 32. Eles também reforçaram o repúdio contra a retirada do deputado Carlos Giannazi das Comissões da Alesp e a perseguição do presidente da Casa, Carlão Pignatari.

Mobilização – Ficou aprovada uma maior participação da Frente Paulista no ato do próximo dia 24 de julho, convocado pelas Centrais Sindicais em defesa do impeachment de Bolsonaro, vacinação em massa, Auxílio de R$ 600 e contra a PEC 32.

Tuitaços – As entidades realizam um tuitaço das 14h às 15h contra os ataques do governador João Doria com a #ForaDoriaConfiscador. Outro tuitaço acontece às 19h, organizado pela Frente Mista Parlamentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *