SINPCRESP REIVINDICA A VALORIZAÇÃO SALARIAL DA CATEGORIA NA ALESP

O Sinpcresp (Sindicato dos Peritos Criminais do Estado de SP), juntamente com outras entidades de classe da Polícia Civil e da Polícia Penal, entregaram terça-feira, dia 21, aos presidentes e vice-presidente das comissões de Direitos Humanos; Finanças, Orçamento e Planejamento; e da Comissão de Segurança Pública e Assuntos Penitenciários, ofício solicitando a valorização salarial dos policiais técnico-científicos, civis e penal de São Paulo.

O deputado federal Vinícius Carvalho, membro da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados acompanhou a comitiva das entidades e apoiou o pleito dos policiais. O fortalecimento do crime organizado por todo o Brasil é a consequência direta do sucateamento da Polícia Técnico Científica, da Polícia Civil e do sistema prisional, desta forma o deputado se comprometeu em expor no âmbito nacional a realidade das Polícias Científica Judiciária, para que sejam tomadas as devidas providências, que afetam diretamente a segurança nacional.

O deputado estadual Major Mecca também recebeu a comitiva e se comprometeu em acompanhar os trabalhos das comissões em benefícios dos policiais. O documento entregue aos membros das comissões requer um posicionamento favorável dos parlamentares para inserir na previsão orçamentária de 2022 o aumento salarial dos policiais técnico-científicas e civis, a fim de que a política de segurança galgue caminho verdadeiramente eficiente para atender a população paulista.

O ofício reforça a extrema preocupação das entidades com a política de segurança pública adotada nos últimos anos pelo governo do estado. O sucateamento da Polícia Científica paulista é amplamente divulgado diariamente pelos canais de comunicação do Sinpcresp, pela imprensa também, inclusive com ajuizamento de ação na Justiça do Trabalho sobre as más condições de trabalho.

Também foi comentado aos deputados que no ranking salarial nacional, os peritos criminais paulistas recebem um dos piores salários pago a categoria, ocupando a 24ª posição.

O Sinpcresp agradece aos deputados e demais lideranças que receberam a comitiva das entidades, o deputado estadual Emídio de Souza, presidente da Comissão de Direitos Humanos; o deputado estadual Gilmaci Santos, presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento; deputado estadual Altair Moraes, vice-presidente da Comissão de Segurança Pública e Assuntos Penitenciários; e o deputado estadual Major Mecca.

O ofício foi elaborado pelo Sinpcresp em conjunto com as entidades e assinado pelos seus presidentes, Raquel Gallinati, presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo – SINDOPESP; João Roberto Oba, presidente da Associação de Médicos Legistas de São Paulo – AMLESP; Heber Souza dos Santos, presidente do Sindicato Escrivães Polícia Estado São Paulo – SEPESP; Márcio de Almeida Pino, presidente da Federação Interestadual dos Policiais Civis – FEIPOL; e Apolinario G. Leite, presidente do Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo – SIFUSPESP.

Fonte: Sinpcresp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/fessp-esp/www/wp-includes/functions.php on line 4755

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/fessp-esp/www/wp-includes/functions.php on line 4755