SP: Fessp- Esp e Sispesp participam do ato contra o PL/529 do governo Dória

27/08/2020 | 09:30


por Katia Rodrigues

Na tarde desta quarta-feira (26/08), a Fessp-Esp – Federação Dos Sindicatos dos Servidores Públicos no Estado de São Paulo e o Sispesp – Sindicato dos Servidores Públicos do Estado de São Paulo, foram protagonistas de manifestação na ALESP – Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, em conjunto com a Frente Paulista em  Defesa do Serviço Público, formada por 52 entidades, contra o PL/529, que prevê o aumento da contribuição do IAMSPE – Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual , de 2 para 3% e a extinção de 10 órgãos fundamentais para o Estado de São Paulo. O presidente da Fessp-Esp e do Sispesp, Lineu Neves Mazano, esteve à frente das manifestações.

Diversas entidades sindicais representativas ao funcionalismo público abordaram deputados na entrada da ALESP com gritos de ordem e com suas faixas, discursando sobre a importância  da permanência  das fundações e autarquias que serão extintas, bem como  a demissão de mais de 5.600 funcionários que ficarão sem emprego caso este projeto dê segmento.

O presidente da Comissão Consultiva do Iamspe (CCM-IAMSPE), Guilherme Nascimento, afirmou na oportunidade  que o instituto é do servidor público, e que é preciso lutar, juntos, para que o Governo  dê a sua contribuição na mesma proporção que a do servidor, cidadão contratado pelo Estado que têm como premissa sempre prestar um atendimento digno à todos.

O Deputado Carlos Gianazzi,  assim como a Deputada Mônica Seixas , estiveram presentes ,e se juntaram  aos manifestantes, apoiando os servidores na luta contra o projeto.

A Diretora de Assuntos da Mulher da Fessp-Esp e do Sispesp, Kátia Rodrigues, também representando a  NCST-SP , discursou:

“Na tarde de hoje, estamos todos aqui reunidos nesta casa mais uma vez para lutar contra este Governo que quer acabar com o funcionalismo público, privatizar o serviço e colocar a população contra os servidores.  A população precisa entender que  não somos os vilões, como o governo  insiste em dizer. Estamos  aqui , mesmo com a pandemia, lutando para a permanência  do serviço público gratuito e de qualidade para todos.”

Em conjunto ao ato, foi realizado um “ tuitaço” nas redes sociais  com a hastag #NãoAoPL529;  uma carreata com “ buzinaço” em volta da assembleia  e, por meio do encaminhamento de  e-mails aos deputados,  incontáveis solicitações para a derrubada do PL 529, atividade atribuída aos companheiros que não puderam participar da manifestações.

Após a fala dos manifestantes, do Movimento Estudantil, e dos representantes das entidades que estão na agenda de extinção dentro do projeto, como EMTU e FURP, o coordenador do ato, Lineu Mazano, afirmou:

“Precisamos nos unir contra este governo que, a cada dia, tira os direitos dos servidores e que pretende aniquilar  o serviço público . Este ato é um dos primeiros de muitos que ainda serão realizados por  nós  até este projeto seja retirado por completo  desta casa legislativa. A Frente Paulista estará realizando sua próxima reunião na segunda–feira (31/08), ocasião em que  estaremos organizando nossas próxima ações.  Queremos  mostrar aos deputados  e para a população o quanto este projeto é cruel, e o quanto irá deixar deficiente o atendimento para o povo do Estado de São Paulo.”

Também participaram do ato o Diretor de Finanças do Siispesp,  Benedito Claudinei;  e os  Diretores da Fessp-Esp:  Gildete  Amaral dos Santos;  Carlos Eduardo Piotto e  Magno Alexandre Cerino.

* Katia Rodrigues é Diretora de Assuntos da Mulher e de Gêneros da NCST-SP, da CSPB, da Fessp-Esp e do Sispesp

Fonte: Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos no Estado de São Paulo – Fessp-Esp

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *