VIOLÊNCIA DE GÊNERO E PROCESSO DE RATIFICAÇÃO C190

O Comitê Mundial das Mulheres da PSI (WOC) endossou as decisões tomadas no Encontro Mundial sobre Violência e Assédio no Mundo do Trabalho, realizado no dia anterior à reunião do WOC.
Nossa estratégia foi estabelecida em três áreas:

1. Educar sobre C190 disseminando amplamente seu conteúdo para nossos sindicatos e afiliados;
2. Negociar acordos coletivos, políticas, mudanças legislativas e buscar oportunidades para lançar medidas específicas para lidar com a violência de gênero no mundo do trabalho e identificar o processo de ratificação C190 nos principais países;
3. Implementar o C190 através de estratégias regionais / nacionais, usando os estudos regionais preparados pelo PSI como documentos de trabalho e orientação.

Com essa estratégia, agora começamos a segunda etapa da campanha, que inclui:

1. Uma campanha de ratificação nos países prioritários para esta etapa;
2. O uso dos Dias Internacionais e alguns eventos estratégicos para focalizar grupos vulneráveis ​​(migrantes, LGBT + e jovens trabalhadores);
3. Campanhas conjuntas com sindicatos mundiais e outras organizações;
4. A divulgação dos estudos regionais realizados pelo PSI como contribuição direta ao processo de ratificação e / ou aplicação do C190.

Trabalhamos com o Departamento de Projetos do PSI e temos um objetivo comum de fortalecer a aplicação dessas políticas por meio de projetos sobre violência de gênero.

Em relação ao processo de ratificação C190, a PSI decidiu se concentrar primeiro nos principais países para a ratificação da Convenção 190 da OIT – África e países árabes: Namíbia, Uganda, África do Sul, Senegal e Argélia (e como segunda alternativa: Tunísia e Egito) – Ásia-Pacífico: Filipinas, Nova Zelândia, Austrália e Coréia (e como segunda alternativa: Índia, Nepal e Paquistão) – América Central: Uruguai, México, Argentina, Chile, Barbados, Jamaica e Canadá (e como segunda alternativa: Equador (Colômbia, Brasil e Peru) – Europa: Alemanha, Espanha, França e Suécia (com o apoio político da UE).

21 de junho será o primeiro aniversário da adoção do C190 pela OIT. Quase alcançamos o processo de ratificação em dois países, que deve ser colocado em vigor, mas precisamos de mais pressão dos governos e parlamentos. A pandemia do COVID-19 mostrou como a violência e o assédio são sistêmicos no mundo do trabalho, incluindo a violência de gênero. Chegou a hora de fazer mais em nossa campanha conjunta para ratificar os sindicatos globais.

Para mais informações, visite o site da PSI, onde encontrará o folheto sobre a Convenção, o adesivo para 25 de novembro, os estudos regionais para a África e os países árabes (em inglês), América Central e Europa (em inglês) – Ásia. A Pacific desenvolveu uma ferramenta de mapeamento regional, que está em processo de atualização – e os materiais das Uniões Globais para os 16 dias de ativismo, bem como os vídeos de 8 de março.

Você também encontrará outros documentos relacionados à situação do COVID-19, como a abordagem COVID-19 com uma abordagem inclusiva de gênero, bem como alguns depoimentos de nossas afiliadas.

Convidamos você a fortalecer seus esforços e relatar qualquer progresso em nível nacional. Envie as informações para veronica.montufar@world-psi.org

Em solidariedade,

Rosa PAVANELLI
Secretaria Gener

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *