Diretora de Mulheres da Fessp-Esp participa do lançamento da ‘Frente Parlamentar em Defesa da Vida da Mulheres’

por Kátia Rodrigues
Na tarde de segunda-feira (17/06) foi lançada a “Frente Parlamentar em Defesa da Vida da Mulheres” coordenada pela Deputada Estadual Isa Penna (PSOL) e a Bancada Ativista (PSOL) no Plenário Tiradentes da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – ALESP.
 
Na abertura da cerimônia de lançamento, a Deputada saudou os participantes, agradecendo a presença de todos  e, após a formação da mesa com o Coronel Camilo representando a Secretaria de Segurança Pública, entregou um documento com propostas  a serem encaminhadas ao Secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo com intuito de se converte-lo em Projeto de Lei, sendo eles : Programa de Enfrentamento de violência sexual contra a mulher da Segurança Pública, criação do Dossiê Mulher com uma central gerenciadora de vagas para mulheres vítimas de violência, entre outras propostas.


 
“A Secretaria de Segurança Pública está à disposição no que for necessário para que este projeto tenha andamento. No tocante ao combate à violência a essas mulheres e crianças, temos um total de 10 Delegacias (DDM) 24hs no Estado, com previsão de 40 (DDM) em quatro anos e o SOS MULHER, aplicativo criado para ajudar as vítimas de violência. Hoje temos uma maior dimensão do quanto é necessário o poder público agir com maior rigidez nos crimes de violência contra mulheres”, reforçou o coronel Camilo.
 
A Doutora Simone Alexandrino, reapresentando a Secretaria de Desenvolvimento Social, relata que, atualmente, o Estado possui 291 (CREAS) –  Centro de Referência Especializado de Assistência Social, 1100 (CRAS) e 24 abrigos registrados no Município de São Paulo. Simone relatou que estas unidades ainda são insuficientes para a demanda recebida a esse tipo de cobertura social do Estado, ela informou que, no mês de julho, será realizado um Seminário promovido pela Secretaria para discutir relações de gênero.


 
Após uma breve saudação da Deputada Leci Brandão; a Doutora Albertina Duarte, Coordenadora Estadual de Políticas para a Mulher, diz estar indignada com os números alarmantes do Estado, onde 5 mil mulheres foram mortas, somente em 2018, vítimas de feminicídio, totalizando 12 mulheres por dia, 2 a cada hora. Albertina propôs às integrantes da mesa a implementação das “Rodas de Conversa”, um projeto da Secretaria de Saúde que não exige verba pública e que, por meio de sua coordenação, capacita profissionais no atendimento às mulheres e que pode ser executado nas 6 mil Unidades Básica de Saúde (UBS) e nas 6 mil escolas do Estado de São Paulo.
 
O evento também contou com a participação da Doutora Fabíola Rocha Paz, Promotora de Justiça do Ministério Público Estadual; Luciana Silva, Coordenadora do Movimento de Ocupação “Tereza de Benguela”; Neide Abati, da União Popular de Mulheres do Campo Limpo; e Neon Cunha, publicitária transgênera e ativista independente.


 
Após o término do evento, a Diretora de Assuntos da Mulher Gênero e Juventude da Fessp-Esp, CSPB e NCST-SP, Kátia Rodrigues; se reuniu com a deputada Isa Penna para discutir campanha junto à Casa Legislativa pelas mulheres servidoras públicas e dirigentes sindicais, oportunidade em que a parlamentar se colocou à disposição para trabalhar em conjunto.
 
“Acredito que, com o lançamento desta Frente Parlamentar, temos mais um instrumento para debater políticas públicas e os direitos das mulheres perante a sociedade. Não podendo esquecer as agressões morais e sexuais que atingem, até mesmo, aquelas as que lutam dentro dos movimentos sindicais e sociais. Estas militantes absorvem relatos de coações diárias que necessitam ser combatidas. Com o apoio desta casa parlamentar, estaremos promovendo audiência públicas e campanhas para combater todo e qualquer tipo de assédio e preconceito junto às mulheres e lideranças que defendem a igualdade de gênero”, concluiu Kátia.
 
Kátia Rodrigues compartilha vídeo em que estimula interação junto a página “Não ao desmonte da Previdência”, do Movimento Acorda Sociedade – MAS: 

 

Fonte: Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos no Estado de São Paulo – Fessp-Esp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *