Com 1033 participantes, AGE dos Agentes Fiscais de Rendas define pauta e agenda de mobilizações contra perdas salariais


Forte presença dos servidores demonstrou insatisfação da categoria e fizeram da assembleia um grande ato político

No último sábado (23), os agentes fiscais de rendas (AFRs) do Estado de São Paulo se reuniram em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) na capital paulista. Muitos viajaram centenas de quilômetros, partindo de diversas regiões do Estado, totalizando 1033 participantes.

O quórum expressivo demonstrou aos gestores da Secretaria da Fazenda e Planejamento e do governo do Estado de São Paulo a insatisfação com o contexto de perdas salariais que foram impostas à classe nos últimos meses. Os sucessivos problemas enfrentados trouxeram redução de até 30% do salário para os AFRs.

O presidente do Sindicato dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo (Sinafresp), Alfredo Maranca, afirmou que a forte participação de colegas na AGE explicita que os AFRs “não vão abaixar a cabeça diante das perdas acumuladas pela classe”.

O dirigente destacou ainda que ali todos eram iguais, ativos, aposentados, colegas que trabalham na Fiscalização Direta de Tributos (FDT) e em outras funções, então, deve haver união para vencer as batalhas. “Todos somos iguais, sim, mas, para cada um de nós, as perdas tiveram um impacto distinto”, disse Maranca.

A AGE aprovou como pauta única do Sinafresp a adequação do subteto do Executivo paulista ao patamar previsto no artigo 37, XI da Constituição Federal, bem como a agenda de mobilizações, conforme o planejamento e modulação do Conselho de Representantes do sindicato, órgão que congrega representantes sindicais das 19 regionais da secretaria no Estado.

O diretor de assuntos sindicais e formação sindical, Carlos Leony Fonseca da Cunha, foi eleito para presidir a assembleia. Ele ressaltou que cada representante sindical deverá se reunir com os colegas de sua regional para discutir ideias e colher propostas de ações.

Nos próximos dias, a diretoria do Sinafresp vai enviar ofício para o secretário da Fazenda e Planejamento de São Paulo, Henrique Meirelles, comunicando as decisões tomadas na AGE.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *