PERITOS CRIMINAIS REPUDIAM ”HOMENAGEM” INSTITUÍDA PELO GOVERNO DE SÃO PAULO PERANTE A CONSTANTE DESVALORIZAÇÃO DAS POLÍCIAS

Perante a publicação da Resolução SSP 008, de 28-1-2019, que institui o “Programa de Valorização Profissional Policial Nota 10”, o Sindicato dos Peritos Criminais do Estado de São Paulo (SINPCRESP) vem expor o seu repúdio quanto a esta “homenagem”, que foi estabelecida pela Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo.

Nós acreditamos que a verdadeira valorização profissional não vem por meio de uma homenagem que serve somente para maquiar a verdadeira situação em que se encontram as polícias Técnico-Científica, Civil e Militar, e seus servidores, que estão não somente desvalorizados, mas abandonados e sucateados pelo Estado. Não ter nomeado até hoje o secretário-executivo para cuidar dos interesses da instituição Polícia Técnico-Científica demonstra outra despreocupação.

Valorizar o policial é repor o seu salário – que há 5 anos segue sem qualquer reajuste – e mesmo assim, diariamente, está à disposição 24 horas por dia, 7 dias da semana e coloca sua vida em risco pela proteção da sociedade, sem qualquer reconhecimento digno.

“Enquanto outros estados reconhecem o valor dos seus servidores, mediante pagamento de salários justos, os últimos governadores de São Paulo – o estado mais rico do país – pouco se importaram com projetos de valorização, e pagam um dos piores salários da federação. Esta medida de realizar homenagens somente faz marketing, uma vez que não há recurso e sequer investimento nas instituições periciais e policiais”, avalia Eduardo Becker, presidente do SINPCRESP.

Os profissionais não recebem vale-transporte, nem adicional por jornada noturna e tampouco hora extra, mesmo ultrapassando a sua carga horária ou tendo que levar serviço para casa. Também recebem apenas um valor irrisório para auxílio-alimentação, que convém somente para 12 dias de trabalho. É preciso ainda lidar com a falta de estrutura e de equipamentos que permitiriam uma maior potencialidade do trabalho e entrega de resultados para a população.

Se o Governo realmente estiver interessado em valorizar o seu policial, não é com homenagens que isso será cumprido, mas com investimentos e reposição salarial, que é o que realmente auxiliará o servidor a cuidar melhor de si e de sua família, tendo em vista que, ao sair para trabalhar, os profissionais sequer sabem se retornarão para casa e até mesmo nas horas vagas têm que conviver com a insegurança, permanecendo o tempo todo em vigília e correndo o risco de serem abatidos por criminosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *